COMERCIANTE DE AURELINO LEAL SE DIZ DECEPCIONADO COM ATENDIMENTO DA AGÊNCIA DO B. DO BRASIL
  • 928
  • 3
  • 04/10/2020 
  • redacao

 

O empresário do ramo de Supermercados, Aloiso Soares Silva ,   proprietário  do Center Supermercado, em Aurelino Leal, procurou a  nossa redação para reclamar do tratamento que vem recebendo na Agência do Banco do Brasil, em Ubaitaba. Conforme seu relato, ele não  teve uma boa experiência bancária em relação ao atual gerente do Banco do Brasil de Ubaitaba. Ele vem solicitando da  agência  os cartões de crédito e débito, para facilitar as vendas em seu estabelecimento comercial,  porém o gerente  vem fazendo vistas grossas e até lhe fazendo passar por humilhação. Sempre empurrando  a liberação  dos cartões para outros funcionários e às  vezes dizendo  que está com problemas de saúde. Aloísio até pensou em entrar com uma ação judicial ou  abri uma reclamação na ouvidoria,  mas prefere o diálogo. Cliente há muitos anos ,   se diz decepcionado com o tratamento que vem recebendo pela agência do B. do Brasil de  Ubaitaba. Além dele,  outros comerciantes também vêm se queixando da situação “Esse gerente nunca foi visto na agência, parece  que é um fantasma” ressaltou  o comerciante. (jornaltribunadaregio.com.br)

 

p


  1. Leonel Vieira - Scacchi Graphic Design disse:

    O sábio Rei Salomão já dizia que “O primeiro a apresentar a sua causa parece estar certo, até que vem a outra parte e o interroga”.

    O comerciante fez o seu desabafo.
    Mas acho que o gerente deveria também ser ouvido, para a gente observar os dois lados da história.

    Alguns pontos que eu observo:
    1. O comerciante citado reclama da ausência física do gerente na agência — não posso opinar se procede ou não. Entretanto, nesse ponto, sou solidário ao gerente.
    2. A pandemia ainda não acabou. O mundo não se preparou para a pandemia. Nem tampouco as instituições.
    3. E o gerente realmente é do grupo de risco. Tem problemas de saúde. E isso não impede, em hipótese alguma, que ele exerça a sua função de gerente na agência, trabalhando, inclusive, na modalidade home office, se preciso for — sem necessariamente estar “conectado” fisicamente com os clientes.

    Seria bom ouvir os dois lados da história.

    Obs: não sou amigo do gerente, mas, solidarizei-me com ele.

    • redacao disse:

      Bom dia meu amigo Leonel!
      Bem colocado seu comentário. Geralmente a gente sempre ouve os dois lados. Dessa vez não foi possível pois foi um feriado de final de semana e tentei ligar e não conseguir. Mas vou ainda procurá-lo para ouvis sua versão. abraços!

      • Leonel Vieira - Scacchi Graphic Design disse:

        Meu grande amigo Humberto! Admiro muito o seu trabalho. Acompanho de perto a sua credibilidade e profissionalismo.

        A minha indignação, em especial, foi com os comentários do comerciante. Vida que segue!