AURELINO LEAL: MULHER ASSASSINADA A TIROS; COMPANHEIRO É O SUSPEITO
  • 1.103
  • 0
  • 26/12/2020 
  • redacao

 

 O Samu foi acionado, mas  Aparecida Bezerra. já estava sem vida    ( Foto (Whatsapp)

Uma dona de casa foi morta a tiros na noite desta sexta-feira (25), na cidade de Aurelino Leal.  De acordo com o site Ubaitaba Urgente,  vítima de ‘feminicídio’ foi identificada como sendo Aparecida Bezerra. O suspeito do crime seria o próprio companheiro da vítima, que fugiu logo após praticar  o crime.

Segundo relatos nas redes sociais, Aparecida foi morta com um tiro na cabeça após uma discussão com o suspeito, na residência do casal, localizada na Rua Tiradentes, centro da cidade. A mulher chegou a ser levada pelo SAMU para o hospital da cidade, mas não resistiu e foi a óbito.

FEMINICÍDIO O feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher ou em decorrência de violência doméstica. Quando o assassinato de uma mulher é decorrente, por exemplo, de latrocínio (roubo seguido de morte) ou de uma briga entre desconhecidos ou é praticado por outra mulher, não há a configuração de feminicídio.

PUNIÇÃO O crime de homicídio prevê pena de seis a 20 anos de reclusão. No entanto, quando for caracterizado feminicídio ele é considerado hediondo e a punição é mais severa, parte de 12 anos de reclusão. Para reconhecer uma morte como feminicídio e não como um assassinato comum, a Justiça brasileira investiga as características relacionadas aos contextos em que ocorrem, como as circunstâncias e as formas de violência empregadas que resultaram na morte da mulher.