JOÃO ROMA PODE ASSUMIR SECRETARIA IMPORTANTE NA PREFEITURA DE SALVADOR
  • 1.482
  • 0
  • 30/11/2022 
  • redacao

João Roma se ‘reconciliou’ com ACM Neto, padrinho político de Bruno Reis, atual prefeito de Salvador (Foto: Valter Pontes/Arquivo Secom/PMS
)

Derrotado nas eleições para o governo da Bahia e próximo a ficar sem mandato na Câmara dos Deputados, onde está eleito como deputado federal, o futuro político de João Roma (PL), ex-ministro da Cidadania, pode retornar ao lugar onde quase tudo começou para o parlamentar: Salvador. Mais especificamente, a Prefeitura da capital.

João Roma rompeu com seu antigo amigo ACM Neto (União Brasil), então prefeito da cidade, para assumir um Ministério no Governo Bolsonaro. No entanto, as últimas eleições, principalmente o segundo turno, parecem ter colocado panos quentes na relação. Roma deixou de lado as mágoas, apoiou e fez campanha para ACM Neto no segundo turno. O aliado, no entanto, foi derrotado para Jerônimo Rodrigues (PT).

Com a derrota de Bolsonaro (PL) para Lula (PT) na corrida presidencial, Roma ficou a ver navios. Sua esposa, Roberta Roma (PL), se elegeu deputada federal.

Circulam nos bastidores da prefeitura de Salvador que é forte a possibilidade de Roma assumir uma importante secretaria dentro da gestão de Bruno Reis (União Brasil): a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult).

Fontes escutadas pelo BNews, no entanto, avaliam que não há nada de gratidão caso a decisão se concretize. Filiado ao PL, dono da maior bancada da Câmara dos Deputados, João Roma poderia ser um duro adversário para Bruno Reis na busca pela reeleição nas eleições de 2024. Trazer o bolsonarista e seu partido para dentro do governo poderia ser uma maneira de travar essa possibilidade.