MULHER É PRESA EM SHOPING APÓS DESVIAR R$ 214 MIL DE EMPRESA ONDE TRABALHAVA
  • 1.059
  • 0
  • 20/02/2015 
  • redacao
Polícia apreendeu quatorze carimbos, sendo dois com nomes e registros de médicos, na casa de Natália Tereza Silva Sobral

Polícia apreendeu quatorze carimbos, sendo dois com nomes e registros de médicos, na casa de Natália Tereza Silva Sobral

 

Uma mulher de 29 anos foi presa na quinta-feira (19) dentro de um shopping na Avenida Paralela, em Salvador. De acordo com informações da Polícia Civil, Natália Tereza Silva Sobral vinha sendo investigada há três meses por desviar R$ 214 mil de uma empresa de construção civil onde trabalhou em 2014.

Na casa de Natália, localizada no bairro de Fazenda Grande IV, policiais encontraram quatorze carimbos, sendo dois com nomes e registros de médicos associados ao Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb). No local, também foram encontrados um talão com cem folhas de receitas controladas, dois notebooks, duas maquinetas de cartões de crédito, uma capa para carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e dois talões de cheques em nome de outras pessoas.

Segundo o delegado da DRFR, Luiz Cláudio Albuquerque, responsável pelas investigações, Natália subtraiu um dos carimbos do consultório de uma médica, localizado no Pituba Parque Center. O outro pertence a um médico que mora e trabalha na cidade de Barreiras. Um terceiro carimbo apresenta o nome de uma clínica localizada na Graça. Já os demais, pertencem ao setor de contabilidade da empresa onde ela trabalhou. O material será encaminhado para exames periciais no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Ainda de acordo com a Polícia Civil, Natália não chegava a se identificar como médica, mas por portar carimbos e registros nos nomes de outras pessoas dentro de sua residência ela foi autuada em flagrante pelos crimes de estelionato e furto. Os dois médicos associados ao Cremeb cujos carimbos estavam sob posse de Natália já foram convidados a depor na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos. Natália foi encaminhada ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), na Mata Escura, onde permanece presa. (Correio)