PORTO SEGURO: ENGENHEIRO QUE MATOU ESPOSA NA FRENTE DOS FILHOS PEGA 27 ANOS DE PRISÃO
  • 480
  • 0
  • 10/06/2024 
  • redacao

Reges é condenado a 27 anos de prisão em regime fechado || Foto Redes sociais

Um crime que chocou o extremo-sul da Bahia no Réveillon de 2022 teve desfecho na Justiça com a condenação do réu com decisão divulgada no último final de semana. Era noite de 31 de dezembro de 2021, quando o engenheiro Reges Amauri Krucinski cometeu o feminicídio. Ele matou a esposa, Juliana de Freitas Alves Krucinski, a tiros, na frente da filha e de uma babá.

Juliana foi morta com 4 tiros, minutos antes da virada de ano, durante discussão. Os disparos atingiram a cabeça e o tórax da vítima. No julgamento, na última semana, Reges foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado, conforme a TV Santa Cruz.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Juliana já estava morta. Policiais militares foram ao local e encontraram Reges ainda ensanguentado.

Segundo informações da Polícia Civil à época do crime, Reges Amauri tem registro de posse de arma concedido pela Polícia Federal, como atirador esportivo e colecionador de armas.

A polícia informou ainda que uma pistola 380, um revólver 357, uma espingarda 12 e mais de 160 munições de diferentes calibres foram encontrados na casa do casal.

O delegado responsável pelo caso relatou que, após ser preso, o engenheiro tentou tirar a própria vida, dentro da delegacia, mas não conseguiu. Ele foi atendido por equipes do Samu.