PRODUTO BIOLÓGICO UTILIZADO EM PESQUISA, APRESENTA RESULTADOS POSITIVOS PARA COMBATER A VASSORA-DE-BRUXA (Por: Marcela Santana e Carolina Fernandes)
  • 498
  • 0
  • 23/12/2021 
  • redacao

 

A Tecnóloga em Produção de Cacau e Chocolate Marcela Santana, da cidade de Ibirapitanga-BA, e a Engenheira Agrônoma Carolina Fernandes, da Cidade de Ilhéus, também na Bahia, realizaram recentemente, uma Pesquisa In Vitro, com o escopo de estudar o fungo causador da “Vassoura de Bruxa” Moniliophtora perniciosa e buscar soluções para o seu combate.

Os resultados obtidos por meio dos procedimentos realizados no decurso da pesquisa, foram satisfatórios, o que gerou grandes expectativas para as pesquisadoras. O êxito foi de 100%, em face dos “estragos” causados pelo fungo, na lavoura cacaueira. Contudo, diante dos resultados promissores, acredita-se que, tão próximo estar a solução para combater a praga, que tanto assola a produção de cacau. Um dos insumos utilizados nessa pesquisa, foi um produto biológico, de características específicas e particulares, para essa finalidade.

Trata-se de um trabalho relevante para a região cacaueira, muita afetada pela patologia em tela, visto que, há anos, nunca fora encontrado um método totalmente eficaz, no combate e prevenção.

É um trabalho promissor, e encontra-se em processamento, mas já alcançando resultados surpreendentes, uma vez que a parceria entre a natureza, a biologia e o conhecimento, têm sido fatores determinantes para o êxito, até então. Ou seja, a Ciência e o saber, sempre proporcionando técnicas e metodologias transformadoras e esperançosas.

Os recursos utilizados para a experiência, revelam o poder que a própria natureza pode oferecer para estagnar um problema que assola os produtores de cacau, afetando a economia, bem como repercutindo mundo a fora. Logo, a execução desse trabalho visa não somente a melhoria da produção, da economia, como também e principalmente, a sustentabilidade.

No que diz respeito às pesquisadoras, por enquanto, não cita a Faculdade.

A busca incansável pela estagnação da “ vassoura-de-bruxa” não ficou no passado. Profissionais como a Tecnóloga Marcela e  a Engenheira Carolina, continuam se dedicando, para que um dia, os produtores de Cacau possam voltar a cultivar sua lavoura, sem temer a presença do fungo causador dessa doença, e os  investidores retomarem suas atividades econômicas nas regiões cacaueiras do país. Para tanto, os estudos continuam, pois o pilar da economia, poderá ter novamente, o cacau, como lastro basilar.