EX-MILITAR É PRESO SUSPEITO DE FORNECER ARMAS PARA QUADRILHA
  • 563
  • 0
  • 15/07/2016 
  • Redação
Força-Tarefa procurou os responsáveis pelo tiroteio na BR-324

Força-Tarefa procurou os responsáveis pelo tiroteio na BR-324

No início da noite desta quinta-feira, 14,  a força-tarefa da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) informou ter prendido um integrante da quadrilha que entrou em confronto com policiais na BR-324.

Nadson Jorge Silva Alves foi detido em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador (RMS), por policiais da força-tarefa da SSP e do setor de inteligência da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar.

O suspeito, um ex-militar das Forças Armadas, é apontado como responsável pela manutenção do armamento do bando e por promover o treinamento dos integrantes.  Ele  era companheiro de uma mulher que também participou da troca de tiros.

A força-tarefa das polícias Civil e Militar apreendeu explosivos, um fuzil calibre 762, uma submetralhadora, uma pistola, calibre 40, farta munição e três veículos.

As buscas por mais oito criminosos, que teriam fugido por um matagal às margens da rodovia, ocorrem desde a noite de quarta. A operação envolve equipes da SSP, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da PM, do Draco (Polícia Civil), com o apoio do Grupamento Aéreo (Graer).

Tiroteiro na BR-324

Na noite de quarta, 13, policiais militares trocaram tiros com uma quadrilha especializada em roubos a bancos no km 601 da BR-324. No meio ao fogo cruzado, a diarista Maria de Fátima Ricardo Senna, de 36 anos, que passava no local, foi atingida por uma bala perdida e morreu.

O tiroteio também matou três suspeitos de participarem da quadrilha.