POLICIAL MILITAR DE ITABUNA É SUSPEITO DE ASSALTO E AMEAÇA DE ESTUPRO
  • 1.046
  • 0
  • 30/01/2017 
  • redacao
 Cabo Eronaldo como sendo um dos autores do assalto.

Cabo Eronaldo como sendo um dos autores do assalto.

Um Cabo da Polícia Militar é suspeito de praticar um assalto violento na tarde do último sábado, 28 de janeiro, em Teixeira de Freitas. O crime teria ocorrido em uma propriedade rural na estrada de “Maria Mil Reis”. A família vítima do assalto contou que o local foi invadido por dois homens armados que agiram de forma violenta os ameaçando de morte e a esposa do dono da propriedade de estupro, caso suas exigências não fossem atendidas. Os criminosos roubaram a quantia de R$ 200 e um celular. Eles só deixaram o local quando perceberam uma movimentação do lado de fora da casa. A 87ª Companhia Independente de Polícia Militar foi acionada e durante buscas encontrou próximo a sede da propriedade, um Fiat Uno, de cor branca, placa policial NYT-8188, em nome de Eronaldo de Oliveira Moura Filho, cabo da Polícia Militar de Itabuna atualmente lotado no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas. Dentro do veículo que estava com as placas adulteradas, estavam documentos pessoais do PM, uma boina, um cinto da Polícia, um par de tênis e sua carteira funcional. Por meio da fotografia da carteira funcional, as vítimas reconheceram o Cabo Eronaldo como sendo um dos autores do assalto. Seria ele autor das ameaças. Para a polícia, as provas e reconhecimento por parte das vítimas, não deixaram dúvidas de que o crime foi cometido pelo Cabo e outro comparsa ainda não identificado. Eronaldo de Oliveira possui matricula de número 30.294.553-4 e pertence à CIPE de Itabuna. Neste domingo, ele não apareceu para trabalhar no presídio. O caso foi registrado na delegacia local e apresentado ao delegado Bruno Ferrari que ouviu os policiais responsáveis pelas diligências e as vítimas. Um inquérito foi aberto para investigar o caso e será repassado para a delegada Valéria Chaves, coordenadora regional da 8ª Coorpin. Na tarde deste domingo, o Coronel Lázaro, comandante do Cipe de Itabuna, disse em nota que após receber informações sobre o caso, tomou providências, inclusive orientação para localização do cabo Eronaldo de Oliveira Moura Filho, acusado. O coronel afirmou que o PM também foi reconhecido através de foto nas redes sociais como um dos homens que estavam correndo quando da chegada do denunciante. Que diligências estão sendo feitas para localizar o PM, “Considerando a gravidade do evento, determinei total atenção a esta ocorrência, incluindo a localização do PM, bem como remessa de toda documentação para encaminhamento e trato pela nossa Corregedoria PM”, finalizou. (Sul Bahia News)