RUI APONTA “PERSEGUIÇÃO POLÍTICA’ CONTRA LULA E CONDENAÇÃO “SEM PROVAS”
  • 333
  • 0
  • 13/07/2017 
  • redacao
Rui, na foto ao lado de Lula, critica o que chamou de condenação sem provas.

Rui, na foto ao lado de Lula, critica o que chamou de condenação sem provas.

O governador Rui Costa solidarizou-se ao ex-presidente Lula e fez críticas ao juiz federal Sergio Moro, que condenou o líder do PT a 9 anos e seis meses de prisão. Na sentença do Caso Tríplex, Moro ainda proíbe Lula de exercer cargo ou função pública por 19 anos. “Lamento a decisão tomada pelo juiz Sérgio Moro, foi uma condenação sem prova. No contexto em que foi proferida, me parece muito mais uma perseguição política que uma decisão baseada em fundamentos técnicos. É mais uma tentativa de impedir a volta de Lula à Presidência, um clamor popular que incomoda aqueles que estão usufruindo das benesses do poder”, afirmou Rui. Por meio de sua assessoria, Rui disse enxergar na sentença uma “decisão parcial e desrespeitosa contra um homem cuja história está ligada à luta dos trabalhadores, com uma trajetória política que ganhou destaque em nível mundial”. E concluiu: “A inclusão social e a sua trajetória na área pública são reconhecidas internacionalmente por instituições acadêmicas, políticas e em defesa dos direitos humanos graças à sua atuação combativa durante os oitos anos à frente da Presidência da República”, afirma. O governador citou ainda que, “ao longo dos oito anos na Presidência, Lula se consolidou como um fenômeno em razão das políticas públicas implementadas em seu governo, promovendo maior redistribuição de renda e inclusão social, através de programas como o Bolsa Família, aumento dos empregos formais, elevação do salário mínimo e expansão do crédito”. Por fim, o governador baiano elencou avanços na área econômica sob a gestão de Lula, “duplicando o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) e ampliando as opções de educação superior para as camadas mais pobres da população”. (Pimenta)