MUNDIAL DE SURF EM ITACARÉ REUNIU MAIS DE 100 ATLETAS DE SEIS PAÍSES
  • 111
  • 0
  • 30/10/2017 
  • Redação

Mais de 100 atletas de seis países participaram do Itacaré Sound Festival realizado de 26 a 29 de outubro na Praia da Tiririca. O evento marcou o retorno da cidade no circuito mundial de surf e foi considerado como uma das melhores etapas realizadas pela WQS nos últimos anos. Com um cenário que chamou a atenção dos atletas e turistas e com boas ondas durante toda a competição, o Mundial de Surf em Itacaré também foi elogiado pela organização e pelo alto nível dos surfistas participantes. E na disputa final o paulista David Silva venceu o baiano Marcos Fernandes e conquistou o título de campeão da etapa nas ondas de Itacaré.

Outro destaque do evento foi a preocupação com a preservação do meio ambiente. No local foram montados stands com exposições artísticas feitas a partir de material reciclado e também espaços onde empresas, órgãos e instituições como o Inema, Associação de Surf de Itacaré, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Civil Eco, Instituto Embaúba, Instituto Floresta Viva, Baleia Jubarte e Recicla apresentaram seus projetos de preservação e conservação ambiental. Os estandes foram visitados por centenas de crianças das redes públicas e particulares de Itacaré, que não somente conheceram os projetos, como também participaram de ações como brincadeiras educativas, viagens ao mundo da reciclagem e também o plantio de mudas.

E se no mar os surfistas deram um show de manobras, em terra também o clima foi de muita festa em Itacaré. Paralelo ao mundial de surf foi realizado o Itacaré Surf Sound Festival, na Praia do Rezende. Num espaço com um cenário de praias e com muita animação, se apresentaram as bandas ConeCrew, Maskavo, de Brasília, Marlon Moreira, DJ Banzai, Bruta Raça, Rael da Rima, Fábrica de Sons e Banda Kasa 8.

Realizado pela World Surf League (WSL) e pela Prefeitura Municipal, a etapa do mundial de surf de Itacaré distribuiu US$ 20 mil em prêmios e colocou mais uma vez a cidade como uma referência internacional do esporte. O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. O Mundial QS1.500 masculino e o Itacaré Surf Sound Festival contaram ainda com o apoio da South to South, Associação de Surf de Itacaré, Governo da Bahia, Instituto Floresta Viva, Pousada Terra Boa, Faculdade Madre Thaís e Grou Turismo.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, visitou os stands, conversou com parceiros, turistas e participou de um plantio de árvore com crianças do município. “Itacaré está de parabéns por ter resgatado o Mundial de Surfe. A gente vê a alegria da nossa gente, do nosso povo, como também nos visitantes. É um evento que vem trazer dividendos para a cidade. E isso garante uma ocupação de 100 % das pousadas”.

Antônio de Anízio também já garantiu a etapa do Mundial de Surf para o próximo ano. Aliado ao evento, o prefeito destacou a exposição de projetos em defesa do meio ambiente, com o envolvimento das escolas da sede, do distrito e da zona rural do município. “O evento, não só o surfe, mas a festa que está acontecendo e a preservação ambiental estão fazendo um casamento perfeito e está sendo o maior sucesso”.

O organizador evento, Kleber Miranda lembrou que a etapa Mundial de Surfe foi resgatado pela atual gestão do município, após dois anos fora das competições. “O resgate do evento é uma vitória para Itacaré, para o nordeste e para a Bahia, pois fomenta a economia local e cultural. Prefeitura Municipal de Itacaré
Assessoria de Comunicação