FATALIDADE: ISAÍAS QUEIROZ LIDERA PROVA, CAI NOS ÚLTIMOS METROS E VÊ PÓDIO ESCAPAR NO MUNDIAL
  • 1.575
  • 0
  • 09/08/2014 
  • admin
Isaquias Queiroz cai durante o Mundial de Canoagem Moscou (Foto: AP)

Isaquias Queiroz cai durante o Mundial de Canoagem Moscou (Foto: AP)

Foi por pouco. Ou melhor, por alguns metros. Neste sábado, a ansiedade em cruzar a linha de chegada à frente do alemão Sebastian Brendel custou muito caro a Isaquias Queiroz na final do C1 1000 do Campeonato Mundial de Canoagem e Paracanoagem de Moscou, na Rússia. Preocupado com a rápida aproximação do rival na reta final depois de liderar toda a prova, o brasileiro se desequilibrou, caiu quase na linha de chegada e entregou de mão beijada uma medalha de ouro que estava praticamente garantida.

O barco de Isaquias chegou a cruzar a linha de chegada, e a organização do evento, inclusive, mostrou o brasileiro na segunda colocação, com o tempo de 3m44s73 contra 3m44s57 de Brendel. No entanto, após a atualização do sistema, a classificação do baiano mudou para “não completou a prova”.

Após abrir mais de um barco de vantagem, Isaquias cai e deixa ouro escapar na final do C1 1000 (Foto: Reprodução)

Após abrir mais de um barco de vantagem, Isaquias cai e deixa ouro escapar na final do C1 1000 (Foto: Reprodução)

Atual campeão do mundo no C1 500 e bronze no C1 1000, Isaquias assumiu a liderança logo na largada e deu a impressão de que não teria adversário na briga pelo ouro. A superioridade do brasileiro era tão grande que ele chegou a abrir mais de um barco de vantagem para os adversários antes da metade da prova. Mas o alemão não desistiu, e a reação veio no último quarto. Pressionado, o atleta baiano não resistiu, caiu nos metros finais e acabou ficando fora do pódio.

No entanto, o sábado não foi totalmente perdido para Isaquias. Ao lado de Erlon Souza, o brasileiro se classificou para a final do C2 200, que será disputada neste domingo. Outro representante do país em ação neste sábado, Nivalter Santos não teve um bom desempenho, ficou apenas em quinto na final do C1 200 e está fora da briga por medalhas.

A canoa de Isaquias Queiroz chegou a passar pela linha de chegada e completar a prova em segundo lugar com o tempo de 3m44s732, apenas 16 centésimos de segundos atrás do alemão Sebastian Brendel. A queda do brasileiro foi tão inesperada e em cima da chegada que a transmissão oficial da prova, inclusive, chegou a colocá-lo em segundo no resultado final divulgado logo após a competição. Mas na classificação oficial, o brasileiro aparece sem completar a prova, já que a canoa passou sozinha pela linha de chegada.

Resultados de sábado:

Final do C1 1000 
1º Sebastian Brendel (ALE) – 3m44s578
2º Martin Fuksa (RTC) – 3m48s180
3º Attila Vajda (HUN) – 3m49s296
Isaquias Queiroz (BRA) – não terminou a prova

Semifinal 2 do C2 200 
1º Serguey Madrigal/Rolexis Avila (CUB) – 36s306
2º Erlon Souza/Isaquias Queiroz (BRA) – 36s411
3º Jason Mccoombs/Aaron Rublee (CAN) – 36s691

Semifinal 1 do C2 200
1º Dzmitry Rabchanka/Aliaksandr Vauchetski (BLR) – 36s423
2º Liviu Lazar/Victor Mihalachi (ROM) – 36s592
3º Mikhail Yemelyanov/Timofey Yemelyanov (CAZ) – 36s858

Semifinal do C1 200
5º Nivalter Santos (BRA) – 39s042