BRASIL SOMA 100 MIL MORTES DE COVID, INFORMA CONSÓRCIO ÀS 13hs
  • 306
  • 0
  • 08/08/2020 
  • redacao

 

 

Menos de cinco meses após o primeiro óbito pelo novo coronavírus no Brasil, o país chegou à marca de 100 mil mortes pela Covid-19 na tarde deste sábado 08, indica boletim extraordinário do consórcio de veículos de imprensa formado por O Globo, Extra, G1, Folha de S.Paulo, Uol e O Estado de S. Paulo. Os números são consolidados a partir das secretarias estaduais de Saúde. O total de vítimas fatais é de 100.240. A soma de infectados é de 2.988.796. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde na gestão do interino Eduardo Pazuello.

Se o País fizesse 1 minuto de silêncio em homenagem a cada vítima, teria de passar 70 dias calado. O número impressiona. É o equivalente a cair quase cinco aviões A320 lotados todos os dias, contando do primeiro óbito, em março, até hoje. Ou à capacidade de público de um estádio e meio do Morumbi, o maior de São Paulo. Com novos casos se alastrando pelo interior, duas a cada três cidades brasileiras já perderam alguém para a covid-19.

Médicos e cientistas de diferentes regiões do País afirmam ao Estadão que, para conter o avanço da doença, é preciso que as ações tenham como base um tripé: identificação e monitoramento precoce dos casos; etiqueta respiratória e cuidados pessoais; isolamento social, ou até lockdown, principalmente nos locais com alta transmissão. Enquanto não houver vacina ou remédio com eficácia cientificamente comprovada, os pesquisadores alertam que a única saída é tentar reduzir a propagação da covid-19.