GAROTA QUE MATOU MENINO DE 09 ANOS AJUDOU NAS BUSCAS; “DESTRUIU MINHA VIDA’,DIZ MÃE
  • 1.531
  • 0
  • 07/10/2015 
  • redacao
Adonay Santos foi encontrado morto dentro de freezer desativado (Foto: Reprodução)

Adonay Santos foi encontrado morto dentro
de freezer desativado (Foto: Reprodução)

A adolescente de 16 anos que confessou ter matado Adonay Santos, 9 anos, no município de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, ajudou os familiares a procurar o menino depois de tê-lo sequestrado e mantido dopado.

Segundo a mãe da criança, Paula Cristina da Silva Alves, 31 anos, a garota foi uma das primeiras pessoas que se ofereceu para procurar Adonay.

“Ela acabou com minha vida, ajudou a procurar, a fazer cartazes. Ela é um monstro”, desabou a mãe de Adonay. Paula Cristina tem a lembrança da última vez que viu o filho vivo, na manhã de segunda-feira (5). “Ele estava empinando pipa, chamei para ir para casa e ele respondeu que iria logo depois”, conta. Ela só estranhou quando deu 11h e Adonay não apareceu em casa para comer.

Paula Cristina só descobriu que o filho foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (7), pela mãe dela. O corpo de Adonay foi encontrado dentro de um freezer desativado na casa da adolescente, na Praça Maria Quitéria, por volta das 22h30 da noite desta terça-feira (6), já em estado de gigantismo. O corpo está no Instituto Médico Legal (IML) em Salvador.

De acordo com o delegado Marcos Laranjeiras, titular 20ª Delegacia (Candeias), a garota é vizinha da vítima e tinha o hábito de brincar com as crianças da rua. A adolescente abordou o menino enquanto ele empinava pipa na rua dizendo que iria comprar outro brinquedo. Ela, então, capturou o garoto e o levou para a casa onde mora com o pai e o irmão.

“Ela disse que viu Adonay empinando pipa e pensou em sequestrar o garoto para pedir um resgate de R$ 600. Ela pegou o menino e trancou dentro de casa. Mas não chegou a entrar em contato com a família para pedir dinheiro”, disse o delegado em entrevista ao CORREIO.

Segundo Laranjeiras, quando ela chegou em casa com o menino deu a ele dois comprimidos de um antidepressivo que causa sonolência. Quando ele dormiu, ela escondeu o garoto dentro do freezer.

A adolescente decidiu matar Adonay depois de perceber que, além da família e dos amigos, a polícia já estava envolvida na busca pela criança. “Quando ela viu a comoção e a participação da policia, desistiu do sequestro e resolveu matar o garoto”, falou Marcos Laranjeiras. Ela, então, despistou os policiais dizendo que teria visto o menino empinando pipa próximo a um córrego da rua.

“Ela induziu os policiais ao erro indicando que viu o menino na região onde já há histórico de crianças afogadas nessas mesmas circunstâncias”, explicou o delegado. A adolescente voltou para a casa e estrangulou o menino, ainda sob efeito do medicamento. Depois do crime, a adolescente ajudou a procurar pelo menino.

Depois de matar criança, adolescente escondeu o corpo do menino em um
freezer na casa onde mora com o pai (Foto: Amanda Palma/CORREIO)