CASO SEJA AFASTADO PELO STF, CUNHA PENSA EM EMPLACAR ALIADO NA PRESIDENCIA DA CÂMARA
  • 1.266
  • 0
  • 26/12/2015 
  • Redação
 Waldir Maranhão (PP-MA), que hoje vice-presidente

Waldir Maranhão (PP-MA), que hoje vice-presidente

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pensa em emplacar um aliado no comando do parlamento, caso ele seja afastado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com a Folha, o escolhido de Cunha seria o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que hoje vice-presidente. Em interpretação amparada pelo corpo técnico da Mesa Diretora da Câmara, o peemedebista avalia que, no caso de o plenário do STF decidir pela sua saída, não haveria vacância no cargo, já que ele se tornaria presidente afastado e poderia ainda recorrer da decisão. Aliado de Cunha, Maranhão também é alvo da Operação Lava Jato. Em depoimento, Alberto Youssef o cita como um dos deputados do PP beneficiado pelo esquema de propinas. (*Bahia Noticias)