CATEGORIA DA POLÍCIA CIVIL LANÇA “NOVAS AÇÕES” PARA PRESSIONAR GOVERNADOR RUI COSTA
  • 902
  • 0
  • 02/09/2016 
  • redacao

 

Na  Plenária, a categoria encaminhou as respectivas propostas

Na Plenária, a categoria encaminhou as respectivas propostas

(Por Jaqueline Barreto)

Após um semestre de lançada a campanha  ” Pelo Salário de Nível Superior”, dos Escrivães e Investigadores, da Polícia Civil do Estado da Bahia, na manhã desta quinta-feira (1), a categoria promoveu a II Plenária Unificada, no auditório da Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia, localizada na Carlos Gomes, centro da capital baiana.  O objetivo da Plenária foi fazer um balanço das atividades e ações realizadas no primeiro semestre e apontar novos encaminhamentos destinados aos próximos meses. Os escrivães e investigadores realizaram no início do ano carreata em direção à Governadoria, Campanha de doação de sangue, audiências públicas na ALBA,  entre outras ações com o intuito de pressionar o Governo do Estado a fazer o enquadramento na tabela salarial de Nível Superior, conforme consta na Lei Orgânica que rege a Polícia Civil  ( nº 11.370/2009 ).  A categoria teve reunião com representantes da SERIN e da SAEB, mas, até  o momento, não obteve nenhum retorno.

Durante a Plenária, a categoria encaminhou as respectivas propostas: Caravana do Movimento Unificado- visita a todas as Coorpins; arrecadação e doação de alimentos e donativos ; confecção de cartazes e panfletos; publicidade externa; Entrega de nota técnica ao Presidente da Assembleia Legislativa às bancadas de oposição e situação; Operação Padrão por uma semana.   O investigador e um dos Coordenadores da campanha, Kleber Rosa, destacou que a perspectiva do movimento é endurecer e intensificar as ações para pressionar o Governador Rui Costa . Uma dessas ações será a “Operação Padrão”. A gente vai utiliza os recursos legais para paralisar as atividades sem precisar fazer greve. Uma maneira alternativa  de pararmos os serviçoe pressionarmos os poderes públicos!”, frisou.