AURELINO LEAL: POPULAÇÃO DO ACM COBRA PROVIDÊNCIA CONTRA POLUIÇÃO SONORA NA PRAÇA DALVO GOMES
  • 317
  • 1
  • 18/07/2018 
  • redacao

 

A praça tem sido local preferido para os sons de paredões

A  população do Bairro ACM,  em Aurelino Leal, notadamente da Praça Dalvo Gomes,   vem sofrendo com o excesso de barulhos provocado por sons automotivos. A Praça que foi inaugurada recentemente tem sido ponto de encontro de sons de paredões nos finais de semana. Os moradores denunciaram a situação na Câmara de Vereadores e pediram providências. Uma comissão formada por alguns vereadores foi criada para discutir o problema.

Uma reunião na referida praça foi agendada para essa quarta feira (18), com a presença da prefeita municipal, vereadores e lideres comunitários . Os moradores  esperam que as autoridades tomem as devidas providências e façam cumprir a Lei do Silêncio que já aprovada pela Câmara de Vereadores.

A poluição sonora além de provocar  prejuízos à saúde humana e à qualidade de vida, o excesso de ruídos pode causar conflitos entre as pessoas de uma localidade. Mas a lei diferencia os casos de poluição sonora e os de perturbação do sossego alheio.(jornaltribunadaregiao.com.br)


  1. Edmundo disse:

    É simples. Basta a PM fazer cumprir a Resolução CONTRAN nº 624, de 19/10/2016, que proíbe som automotivo audível pelo lado externo do veículo. Proíbe, também, paredões dentro do perímetro urbano das cidades.