AURELINO LEAL: MÃE E FILHO SOFREM AGRESSÃO NA SAÍDA DE ESCOLA
  • 1.288
  • 1
  • 04/11/2014 
  • redacao

 

Dona Ednei denunciou as agressões sofridas por por ela e seu filho menor

Dona Ednei denunciou as agressões sofridas por por ela e seu filho menor

A senhora,  Ednei de Oliveira Santos , foi agredida por  três jovens ao defender seu filho quando o mesmo  deixava a sala de aula do Colégio 02 de Julho,  em Aurelino Leal. Ela denunciou as agressões  durante o  Jornal “Bom dia Cidades”  desta terça feira (04),  na emissora,  Rio das Contas FM.

A dona de Casa, contou que seu filho de 11 anos vem  sendo perseguido todos  os dias   pelos jovens que residem  no Bairro “José de Ávila”, vizinho ao Colégio 02 de Julho.  As agressões ocorrem quando a criança deixa a sala de aula para ir para casa. Ela para defender o filho, o  transferiu para o turno da noite onde  cursa o   “Programa EJA,   para poder acompanhá´-lo na saída da aula.

Nesta terça feira (04) a dona de casa ao defender seu filho que estava sendo agredido, foi atingida com um puxão nos seus cabelos e outras agressões . Ela recorreu ao Programa jornalistico “Bom Dia Cidades”,  de grande audiência, para cobrar providências às  autoridades. Durante a sua entrevista outros ouvintes ligaram para o programa para relatar  outros  casos de agressões  sofridas por  alunos ao deixar o Colégio 02 de Julho.

(Fonte:/fotos : aurelinolealalerta.com.br)


  1. olga disse:

    Em Ubaitaba, no Pontal, moradores, comerciantes e passantes são agredidos, verbalmente (bullying) e fisicamente, diariamente pelos alunos que filam aula para usar a internet dos moradores, além dos casais de namorados que só faltam fazer sexo na mureta. Quando apelamos para a PM, dão a desculpa que só tem uma viatura, as brigas continuam na saída das aulas. Uma passante levou uma pedrada na cabeça, outra moradora quase levou uma cusparada, uma pessoa que trabalha na rua quase levou um geladinho atirado por alunos em outro, carros e motos são constantemente depredados. E ninguém faz nada, a escola diz que não tem poder, o MP ignora nossas solicitações, o Conselho Tutelar só serve para enfeite.