ITABUNENSE, NATURALIZADO CROATA, SERÁ CONTRATADO PELO CORITIBA
  • 213
  • 0
  • 31/12/2018 
  • redacao

 

Sammir, de 31 anos, atualmente sem clube  ele deixou o chinês Wuhan Zall em outubro passado.

 

Desde a aposentadoria de Alex que o Coritiba busca encontrar um novo camisa 10 para seu time. Apostas já foram muitas, desde jogadores mais renomados, como Anderson (ex-Manchester United) e, mais recentemente, Carlos Eduardo (ex-Flamengo), passando por jovens como Thiago Lopes e apostas como Tomas Bastos. Agora, a diretoria coxa-branca estaria mirando um atleta com experiência em Copa do Mundo para finalmente preencher essa lacuna do elenco. O nome da vez seria Sammir, de 31 anos, atualmente sem clube – ele deixou o chinês Wuhan Zall em outubro passado. Brasileiro naturalizado croata, o jogador foi revelado pelo Atlético-PR e chegou a negociar com o Santos, mas as conversas não avançaram. Sua vontade é voltar ao futebol brasileiro no próximo ano. Nascido em Itabuna, Sammir disputou a Copa do Mundo de 2014 pela Croácia, ao lado de nomes como Modric, Rakitic e Mandzukic. Ele fez história no Dínamo Zagreb, onde jogou por quase oito temporadas, e depois rodou por Getafe (Espanha) e clubes da China. Se Sammir seguir da China para o Coritiba, outro atleta que estava no Coxa está fazendo o caminho inverso. O lateral-esquerdo e meia Chiquinho, de 29 anos, assinou com o Meizhou Hakka FC, da segunda divisão chinesa. Contratado em abril deste ano pelo Coritiba, ele disputou 23 jogo na última Série B, sendo 17 como titular e seis como reserva. Foram dois gols marcados e uma lesão no joelho, em agosto, que o deixou fora dos gramados por mais de um mês. O contrato do atleta com o Coxa é válido até hoje e não houve interesse na renovação. (Bem Paraná)