BAHIA DE CAMAMU: VELEJADORA É AGREDIDA E ROUBADA POR PIRATAS
  • 378
  • 0
  • 25/07/2019 
  • redacao

 

 

O ataque a embarcação ocorreu próximo aas Ilhas de Goió e Sapinho, peninsular de Maraú

Uma velejadora denunciou um ataque pirata que sofreu na baía de Camamu, nas próximidades das ilhas do Sapinho e Goió, na Península de Maraú, no litoral sul baiano. Nas redes sociais, nesta quarta-feira (24), a vítima Guta Favarato contou que foi abordada por dois homens armados com facas, enquanto estava sozinha. No relato, a velejadora contou que foi amarrada e agredida por um dos homens, que subiu a bordo em busca de dinheiro.

“Fui dominada, amordaçada, presa pelos pés em uma cadeira e as mãos nas costas. Eles perguntavam por dinheiro, só dinheiro, que estava em uma mochila, mas amordaçada, eu não tinha como responder e por isso apanhei. No rosto, nas pernas, nas costelas e estômago. Quando encontraram a bolsa, levaram o dinheiro que tínhamos a bordo e mais nada”, afirmou.

Guta segue a denúncia afirmando que conseguiu pedir ajuda pelo rádio após os homens saírem do local. Eles estavam em uma canoa. “Minha pressão caiu e desmaiei. Quando acordei, meus pés estavam roxos pelo aperto da fita na cadeira. Tive que me machucar mais ainda para conseguir pedir ajuda pelo rádio VHF. Estou toda dolorida e com machucados bem feios que não vale a pena compartilhar”, relatou. (Informação: Varela Notícias)