CÂNCER DE PRÓSTATA AINDA MERECE ATENÇÃO ESPECIAL
  • 321
  • 0
  • 16/12/2014 
  • Redação

can

Quando o assunto é a saúde do homem, uma doença em específico merece atenção especial: o câncer de próstata. Só neste ano, no Brasil, cerca de 70 mil novos casos deverão ser registrados, de acordo com dados recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca). “Os homens não devem ter medo e fugir do médico urologista. É preciso saber que temos muito sucesso nos tratamentos”, orienta o chefe do Centro de Distúrbios da Micção do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Fernando Almeida.

Ainda de acordo com o especialista, quando o câncer de próstata é diagnosticado precocemente, mais de 90% dos pacientes conseguem ser curados. “É preciso detectar os nódulos em estágio inicial, antes de se transformarem em tumores.” Quem possui casos pregressos da doença na família, a partir dos 45 anos, deve incluir exames periódicos na rotina. Os demais podem começar os testes aos 50 anos.

“Não existe uma periodicidade específica para repeti-los. O urologista de cada um é quem vai definir isso”, diz Almeida. Nesse caso, os exames são físicos (toque retal) e laboratoriais (dosagem do PSA no sangue). “Ambos devem ser usados em conjunto para que seja feito o diagnóstico preciso”, reforça.

Caso o resultado seja positivo, existem algumas soluções para eliminar o câncer de próstata. Em geral, o tratamento varia de acordo com o tamanho e a classificação do tumor, assim como da idade do paciente. “Entre as opções estão a prostatectomia radical (remoção cirúrgica da próstata), radioterapia e braquiterapia (espécie de radioterapia interna).” Após essas etapas, o acompanhamento médico deve continuar por até 15 anos.

Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos