AUMENTO DE 40% NO PREÇO DO ASFALTO PODE PARALISAR OBRAS EM TODO O PAÍS
  • 375
  • 0
  • 15/01/2015 
  • Redação

asfalto

Empresas de pequeno e médio portes envolvidas com a construção e recuperação de rodovias passam por uma de suas mais graves crises devido aos reajustes no preço do asfalto impostos pela Petrobras. Definidos desde dezembro, os dois aumentos totalizam 40% na venda direta do produto. De acordo com as empresas, não é possível cumprir contratos já em vigor e pedem ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) uma “readequação” nos contratos, segundo o colunista Cláudio Humberto. O aumento é relacionado, principalmente, ao valor atual do petróleo, o menor dos últimos seis anos. Ainda por conta do reajuste, cerca de 90% dos trabalhadores de canteiros de obras poderão ser demitidos em todo o Brasil. Apesar de discussões entre o DNIT e o Tribunal de Contas da União (TCU), ainda não há como evitar que as obras sejam paralisadas.