UBAITABA: LAGO FERNANDO LONA SE TRANFORMA EM ESGOTO A CÉU ABERTO
  • 1.020
  • 0
  • 11/08/2014 
  • Redação
As garças são atraídas pelo  excesso de sujeira

As garças são atraídas pelo excesso de sujeira

O Lago Fernando Lona, principal cartão postal de cidade, construído na primeira gestão do ex-prefeito Armando Uzeda Pires, como forma de homenagear um dos filhos mais ilustres de Ubaitaba, o poeta, cantor e  ator Fernando Lona. Lá  também foi palco de passeios escolares, de casais enamorados e de poetas, artistas que se inspiravam na bucólica beleza do manancial, hoje encontra-se  em completo abandono.

O principal cartão postal de Ubaitaba está ameaçado

O principal cartão postal de Ubaitaba está ameaçado

O poder público municipal encarregou-se de deixar o lago se transformar num grande esgoto a céu aberto. O Ribeirão do Ouro, que corta a cidade e que de ouro apenas conserva o nome, é despejado no lago junto com todo esgoto do bairro Armandão, sem tratamento algum. Após uma obra do governo Federal mal sucedida, a situação do lago a cada dia se agrava.

“O Lago Fernando Lona está seco, com mal cheiro, os peixes estão morrendo e a prefeitura nada faz” disse um morador. De acordo com  o biólogo Hugo Henrique, o lago passou por um processo de eutrofização, no qual uma grande quantidade de detritos (que serve de nutrientes para algas e bactérias nocivas à saúde), se acumulou. Essas algas se multiplicam descontroladamente e produzem toxinas e gases nocivos ao ecossistema aquático. Devido a grande quantidade de gases liberados por bactérias, ocorre diminuição da quantidade de oxigênio, o que também mata peixes por asfixia. (Fonte: jornaltribunadaregiao.com.br