PREFEITURA DEVOLVE ESCOLA MAIS ANTIGA DE VOLTA PARA A COMUNIDADE
  • 255
  • 0
  • 21/09/2021 
  • redacao

 

 

Grupo Escolar Osvaldo Cruz uma das escolas mais antigas da cidade

Na manhã desta segunda-feira, 20, a Prefeitura de Ubaitaba por meio da Secretaria de Educação devolveu a Escola Municipal Antônio Carlos Magalhães (antigo Osvaldo Cruz) para Ubaitaba após passar os últimos anos fechada.

Após uma reforma completa, a Escola volta a funcionar e a atender a comunidade Ubaitabense. Todo o espaço do prédio foi recuperado, telhado, paredes, banheiros e a quadra esportiva, que é uma das mais importantes da cidade.

O Secretaria de Educação e equipe

Na oportunidade, as antigas Diretoras da Escola na década de 90, Vera Fonseca e Célia Magalhães, foram homenageadas após cortarem a faixa simbólica de reinauguração.

Entrega de Bandeiras

O Secretário de Educação, Cláudio Bidú, aproveitou o momento para realizar a solenidade das entregas das Bandeiras do Brasil, da Bahia e de Ubaitaba a todos os gestores das Escolas Municipais, foi um momento emocionante e de reencontro entre os gestores.

 

Volta às aulas

Hoje também foi dia de aula na escola para os alunos convocados, já que está acontecendo as aulas híbridas e voltando aos poucos a normalidade.

Antigo Colégio OSVALDO CRUZ

Nesse prédio, tradicionalmente funcionou o Colégio Osvaldo Cruz na sua maior parte do tempo. Na última gestão municipal foi condenada e ficou um tempo sem atividade. Atualmente é a escola ACM, mas, segundo o gestor Cláudio Bidú, em 2022, esse prédio voltará a ser o Colégio Osvaldo Cruz, pois esse ano não daria tempo fazer as mudanças devidas.

Prédio Histórico

O prédio que foi devolvido a comunidade hoje é um dos mais antigos do município e já abrigou a antiga prefeitura da cidade. Ele foi fundado em 1942, depois passou a se chamar Colégio Municipal Osvaldo Cruz. Sua história remonta a própria história da cidade, por isso a sua importância além de educacional, cultural, histórica, ainda faz parte da memória do município por baixo de sua estrutura arquitetônica dos tempos áureos do cacau em nossa região. (Ascom/Ubaitaba)