CONSUMO EXCESSIVO DE ÁLCOOL NA ADOLESCÊNCIA PODE REDUZIR MASSA CINZENTA DO CÉREBRO
  • 2.127
  • 0
  • 06/12/2016 
  • redacao

bebidaO consumo excessivo de bebidas alcoólicas durante a adolescência pode levar a danos no desenvolvimento carebral. Pesquisadores da Universidade da Finlândia Oriental afirmaram que esses jovens têm uma maior tendência a ter menos massa cinzenta, estrutura do cérebro ligada à memória, tomada de decisões e autocontrole. “O uso de substâncias está conectado com a exclusão social, problemas de saúde mental e baixa escolaridade”, afirmou a líder do estudo, Noora Heikkinen. “Mudanças na estrutura do cérebro pode ser um dos fatores que contribuem para os problemas sociais e mentais entre os indivíduos que usam substâncias”. Os cientistas acompanharam 62 jovens adultos durante dez anos. Questionários respondidos pelos participantes não revelaram grandes diferenças. No entanto, após escaneamentos do cérebro, foi possível perceber um menor volume de massa cinzenta entre aqueles que faziam uso excessivo de bebidas. A maior alteração foi observada no córtex anterior cingulado bilateral, no córtex orbitofrontal e frontopolar direito, no giro temporal superior direito e no lobo da ínsula direito. De acordo com professora da Universidade da Cidade do Cabo, África do Sul, Samantha Brooks, especialista nos efeitos do álcool nos adolescentes, a parte frontal do cérebro se desenvolve até aproximadamente 20 anos de idade. Ao consumir muito álcool durante esse período, o desenvolvimento da região pode acabar comprometido.