MARAÚ: ACESSO DE PEDESTRE ÀS PRAIS DE PIRACANGA NUNCA FOI IMPEDIDO, DIZ PROPRIETÁRIO
  • 2.631
  • 5
  • 27/01/2019 
  • redacao

O acesso para pedestre fica bem ao lado da cancela. (fotos: Whatisapp)

 

O acesso ao rio e manguezais também sempre foi liberado

Uma das proprietárias de  um sitio vizinho à fazenda Prazeres,  localizado  no Santuário Ecológico do Rio Piracanga, entre os municípios de Itacaré e Maraú, contestou uma matéria postada neste portal, denunciando a existência de uma barreira impedindo o acesso dos moradores da redondezas a às praias  e  manguezais do local. Segundo ela, por se tratar de um eco-sistema frágil, e a penetração de possíveis invasores de terras,  foi impedido apenas o acesso a veículos. Mas permanece uma passa-disso do lado da cancela para que as pessoas tenham seu livre acesso. “Os pedestres, pessoas da comunidade e pescadores sempre tiveram  livre acesso”afirmou a proprietária. (jornaltribunadaregiao.com.br)


  1. Mario ruy de c costa disse:

    Não justifica, o fechamento da estrada por conta da fragilidade do ecosistema, o acesso sempre foi livre para carro e pedestre, historicamente, nenhum particular tem o direito de fechar a estrada de servidao de mais de cinquenta anos.esta conduta abre um precedente, para Os proprietario que possuem propriedade antes da faz. Prazeres, colocarem suas cancelas, alegando O mesmo motivo. Se o acesso estivesse livre, nao teria necessidade de placas com ameaças, alusiva à morte e a cão feroz.

  2. Samadhi disse:

    Livre acesso com perigo de morte e pitbull… eu não sei mais como entrar na minha propriedade. A verdade e’ que esses ( poucos ) proprietários querem fechar uma servidão de mais de 50 anos,para carros e pedreste, para não ter uma estrada que corta o terreno delis e usa como desculpa o risco de invasões e o ecosistema construindo até casa acima da estrada. Essa conduta de alguns proprietários está na raiz da devastação da floresta nativa que está acontecendo diariamente pela necessidade de abrir novas estradas porque os proletários vão ter que abrir uma estrada para poder acessar o próprio terreno. Alem do nosso danno pessoal, nos deixaram sem possibilidades de acessar nossa propriedade, os pescadores, as comunidades quilombolas, a maioria dos proprietários de terra da região e os moradores estão sendo pesantemente danificado. PARABÉNS a esse poucos proprietarios para criar tantos conflitos em vez de uma convivência pacífica e colaboradora!

  3. Sérgio proprietário de lote disse:

    Aquela estrada existe a mais de 50 anos que transita veiculos automotores carros , motos , e veículos pesados , que da acesso a praia do piracanga , além disso impedindo a passagem da comunidade com placas de ameaça de morte , cães ferozes,

  4. Elson Ramos. disse:

    Sou do município de Maraú e tenho um sítio no piracanga há mais de trinta anos e desde aquela época usamos esse ramal de acesso as praias. É inadmissível que pessoas venham de outros municípios e se achem donos até mesmo da estrada que existe há décadas. Pedimos a PREFEITA GRACINHA LEMOS e O MINISTÉRIO PÚBLICO que intervenham nesse problema e faça por força da lei a liberação do acesso as praias, aos manguezais e o Rio piracanga.

  5. Gildemir Santos Souza disse:

    Tenho um lote próximo a este cidadão, adquirir com intenção futura de construir uma morada, no lugar que considero uma das praias mais belas do Brasil, hoje vendo o que este cidadão fez, resgatando para si a posição do coronelismo, que predominou na região por décadas, nos entristece muito.
    Acredito, e confio na administração da prefeita, e equipe atual, e espero que a justiça seja feita, e que nós que somos filhos, e cidadão do município, não sejamos lesados, por alguém que vêm de fora, achando que por ter um certo poder aquisitivo, achar que pode fazer o que bem entender.
    No Brasil não cabe mais isso, Maraú não aceitará mais isso.