SEMANA DO MEIO AMBIENTE: O TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES AMEAÇA A BIODIVERSIDADE DO PLANETA
  • 215
  • 0
  • 04/06/2020 
  • redacao

 

Em 2020, a Biodiversidade é o tema do “Dia Mundial do Meio Ambiente”, comemorado no 5 de junho, que no Brasil foi instituído como a “Semana do Meio Ambiente”. O Brasil é o país que exibe a maior biodiversidade de flora e fauna do planeta.

Não poderíamos falar da biodiversidade sem falar das aves. Existem no mundo cerca de 10.426 espécies de aves (dados da BirdLife International). Dessas, 1.919 espécies são encontradas no Brasil, segundo o Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO). Esse alto número de espécies coloca o Brasil dentre os três países detentores da maior diversidade de aves do mundo.

No entanto, esta rica biodiversidade está ameaçada. As aves são o principal alvo do tráfico de animais silvestres no nosso território e correspondem a 80% das espécies contrabandeadas no mercado ilegal, que movimenta em torno R$ 3 bilhões, atrás apenas do tráfico de armas e de drogas. As aves têm a preferência dos traficantes e 90% deles são passeriformes, ou seja, os pássaros, muito procurados por sua beleza e pelo seu canto. O curió, o pássaro-preto e o papagaio-verdadeiro são as espécies de aves mais apreendidas pela Polícia Federal e órgãos ambientais no país. Sendo o Curió o símbolo do estado da Bahia, é lamentável que este também esteja entre os pássaros mais traficados.

Somente os Centros de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) gerenciados pelo IBAMA, recebem em média de 41 mil aves por ano provindas do tráfico e criação ilegal. Os animais que chegam aos centros de triagem são, no entanto, apenas uma pequena fração do total de animais ilegalmente comercializados. Além disso, estima-se que 9 em cada 10 animais retirados da natureza morrem, o que significa um número extremamente maior de animais retirados da natureza.

Dessa forma, se você concorda com a importância de preservar a biodiversidade e a vida dessas aves magníficas, junte-se a nossa campanha. Não compre ou capture, o tráfico existe porque há demanda.

Fontes de dados:

Sobre Asas Livres:

A Campanha Asas Livres foi lançada pelo Conselho de Meio Ambiente de Itacaré no dia 7 de Abril de 2020 com o intuito de educar a população sobre os danos que a captura, compra e venda de aves silvestres têm no meio ambiente, saúde pública e bem-estar animal. Desta forma, a campanha, lançada durante a quarentena, vem trabalhando para a geração de conteúdo virtual, divulgação nas redes sociais e em pontos estratégicos na cidade.

Confira aonde a Campanha Asas Livres esteve nesses últimos dois meses:

  1. Facebook: @campanhaasaslivres
  2. Instagram @campanha.asas.livres
  3. Rádio Itacaré FM
  4. Outdoors na cidade
  5. Posters da campanha em diversos pontos estratégicos da cidade

Entre as ações previstas para este ano estão: lives e webinars com foco em discutir alternativas sustentáveis ao tráfico e criação de aves; mini-cursos online e presenciais (pós-quarentena) sobre observação de aves e turismo sustentável; ações de fiscalização; distribuição de materiais impressos e adesivos da campanha.