LEVENTAMENTO APONTA QUEDA DE 57% DO REGISTRO DE PORTE ARMAS NO GOVERNO LULA
  • 1.016
  • 0
  • 19/05/2024 
  • redacao

Foto: divulgação/SSP-BA

Anuário da Justiça Brasil 2024 mostra ainda crescimento de 121,1% no número de apreensões de armas, passando de 2.439 no último ano de Bolsonaro para 4.495 na gestão de Lula
Depois do boom na gestão de Jair Bolsonaro (PL), um levantamento aponta que o número de novos registros de porte de armas de fogo para defesa pessoal caiu 57% em 2023, já no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Conforme Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, as informações são do Anuário da Justiça Brasil 2024, editado pela Conjur, com dados atualizados do sistema da Polícia Federal (PF) e lançamento previsto para a próxima quarta-feira (22), no Supremo Tribunal Federal (STF).
Como mostra o levantamento, a quantidade de registros passou de 5.676, em 2022, último ano da gestão Bolsonaro, para 2.439, em 2023, primeiro ano do governo Lula.
Ainda de acordo com o anuário, sob a liderança do atual diretor-geral, Andrei Augusto Passos Rodrigues, a PF apreendeu 121,1% mais armas de fogo em 2023 que no ano anterior, saltando de 2.033 para 4.495.
Além disso, houve um aumento de 257% em bens e valores apreendidos ou sequestrados judicialmente, com indiciamento de 5,4 mil pessoas, 14,4% a mais que em 2022.
Com relação às drogas no governo Lula, a PF apreendeu 72,4 toneladas de cocaína, 414,6 toneladas de maconha, 419 toneladas de pés de maconha e 501 mil unidades de ecstasy.