DEMARCAÇÃO DE TERRAS QUILOMBOLAS NA REGIÃO DO FOJO
  • 854
  • 1
  • 12/03/2015 
  • redacao
No Fôjo vivem 65 famílias remanescentes de quilombo, numa área de 1,3 mil hectares.

No Fôjo vivem 65 famílias remanescentes de quilombo, numa área de 1,3 mil hectares.

O Território Quilombola do Fôjo situado no município de Itacaré, no Litoral Sul, teve o Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) publicado nesta quarta-feira (11), no Diário Oficial da União (DOU). No Fôjo vivem 65 famílias remanescentes de quilombo, numa área de 1,3 mil hectares. O RTID do Fôjo é o primeiro de 2015, na Bahia, e o vigésimo terceiro já publicado pelo Incra/BA, desde o início do Programa Brasil Quilombola. A publicação representa o fim de uma etapa complexa que visa à titulação coletiva do território. O RTID reúne estudos antropológicos, históricos, mapas descritivos que reconhecem a ocupação ancestral dessas famílias no território. Os 25 proprietários dos imóveis rurais e posseiros, inseridos no Território Quilombola serão notificados. Após a notificação, há um prazo de 90 dias para que o relatório técnico possa ser contestado. (Rede Brasil de Noticiais)