JORNAL INGLÊS COMPARA SITUAÇÃO DO BRASIL A FILME DE TERROR
  • 567
  • 1
  • 24/07/2015 
  • redacao
Impeachment parece "improvável", diz jornal (Foto: AFP)

Impeachment parece “improvável”, diz jornal (Foto: AFP)

Em uma análise da situação brasileira,  o diário Financial Times, da Grã-Bretanha, faz duras críticas ao governo de Dilma Rousseff e afirma que o país “tem sido comparado com um filme de terror sem fim”.

Para o diário, a “incompetência, arrogância e corrupção quebraram a magia” do país. Com o título “Recessão e corrupção: a podridão crescente no Brasil”, o jornal atribui a crise enfrentada pela presidente aos escândalos de corrupção na Petrobras. Sobre as medidas do ajuste fiscal, a publicação afirma que elas “demoliram os índices de aprovação de Rousseff para os níveis mais baixos da história” e que “isso enfraqueceu ainda mais seu controle sobre os parceiros da coalizão”.

O jornal diz que, embora poucos acreditem que Dilma seja corrupta, as acusações envolvendo o financiamento da campanha de 2014 e as pedaladas fiscais podem ser suficientes para o

Receio de investidores leva dólar à  maior alta em quatro meses
O efeito mais imediato da revisão da meta fiscal já se fez sentir, ontem, na moeda americana. Sob temores de uma piora nas contas do governo, o dólar comercial subiu com força e fechou em alta de 2,16%, cotado a R$ 3,296. Foi o maior valor do ano, já registrado em 19 de março – e também a maior cotação desde os R$ 3,313 vistos em 1º abril de 2003.

A escalada da divisa americana pesou, principalmente, para quem pretende viajar. Afinal, nas casas de câmbio, o chamado dólar turismo atingiu patamares ainda mais altos, superando os R$ 3,70. Na agência Western Union, a divisa americana para cartões pré-pagos era negociada, ontem de manhã, a R$ 3,76 após a incidência do Imposto sobre Operação Financeira (IOF) de 6,38%.

Nas agências de câmbio do Bradesco, o dólar era vendido a R$ 3,52 no papel-moeda e a R$ 3,70 nos cartões pré-pagos, já com impostos. À tarde, o preço do papel-moeda se manteve, enquanto o dólar para cartão era vendido a R$ 3,69. Já no Banco do Brasil, a moeda americana em dinheiro custava R$ 3,39, enquanto nos cartões travel money (pré-pagos), o dólar turismo saía a R$ 3,56, com IOF incluído, sem alteração ao longo do dia.

As incertezas quanto aos rumos da economia brasileira também deram o tom dos negócios na Bolsa de Valores de São Pauolo. O Ibovespa caiu 2,18%, aos 49.806 pontos, zerando os ganhos no ano, em 2015, o índice de referência acumula agora leve queda de 0,40%.


  1. joão de deus ferreira disse:

    joão de deus ferreira disse:
    18 de julho de 2015 às 01:13
    A POROROCA VAI VOLTAR E SEM DRENAGEM
    A investigação feita sobre a POROROCA DO RIO MAGUARI, e os estudos feitos e aprovados por MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE, e órgãos AMBIENTAIS E ESTADUAIS, esqueceram de muitas questões primordial, ao que se entende, em procurar, vasculhar, meios, ideias, a procura de um denominador que fundisse com as necessidades do RIO MAGUARI, e com a volta do cimo das pororocas.
    SÃO grandes as chances de o AMAPÁ retornar ao posto de referência nacional da pratica do surfe na pororoca, as ondas ou força de rolamento da massa liquida água. PARA O RIO MAGUARI existem projetos com 90% de possibilidades de se encaixar nas deficiências encontradas no RIO MAGUARI, e 10% fica com os políticos e a boa vontade de acabar com essa patologia que são muitas, e não diagnosticada por diplomados nesta área de meio ambiente. COM tudo que vimos, já não precisamos mais de doutorados ou pós, mais sim, de pessoas com conteúdo de conhecimento natural das coisas do PAI, O PODEROSO DEUS.
    O HOMEM é o criador destas patologias, bem como a criação de búfalos, três hidrelétricas o agronegócio, as margens do RIO MAGUARI que corta sete municípios AMAPAENSE que despejam seus esgotos imaturos no ARAGUARI seus afluentes.
    UM dos maiores problemas dos rios BRASILEIROS, é o assoreamento na foz que está criando um dos maiores problemas para os ribeirinhos, no ARAGUARI, PARAGUAÇÚ, JEQUITINHONHA, JOÃO DE TIBA, SÃO FRANCISCO, RIOS DO SUDESTE, SUL E OUTROS, não será necessária dragagem em muitos casos, existem muitos métodos baseado na inercia você encontra denominadores que se encaixa nas feridas dos Araguaris do nosso PAÍS.
    FEDERAÇÃO DE PECUARIA DO AMAPÁ, COEMA, SEMA, IMAP, ANA, ICMBIO, MINISTÉRIO PÚBLICO DE MEIO AMBIENTE, ESTES SIM, BATERAM O MARTELO DE TODOS OS SEUS CONHECIMENTOS DE RECUPERAÇÃO DO ARAGUARI E OS ACIMA SITADOS.
    O RIO ARAGUARI será recuperado para vergonha de vocês, ANA e outras agencias que deram o seu veredito sobre os ARAGUARIS DESTE PAÍS, a vocês que distribui uma água grossa em drogas, para matar placas bacterianas que estão se transformando em colônias em seus depósitos imundos, por falta de uma ideia nova.
    O GOVERNO FEDERAL reluta em reconhecer, como tornar água potável sem drogas.
    Como dar um ou mais destino ao esgoto, para vocês pararem com essa ilusão de cidade verde, em cidade verde não existe esgoto correndo a céu aberto ou pelas ruas.
    UM LEMBRETE os políticos não ofereceram uma boa educação, mais ofereceram cadeia com a menor idade. E A SAÚDE É ISSO AI QUE LHES DESTINARAM.
    O PODEROSO DEUS DE ABRAÃO ESTÁ REUNINDO A SUA IGREJA E LÁ NÃO TEM SACOLINHA.
    JOÃO DE DEUS FERREIRA.
    Responder