MPE QUER QUE ROBERTO BRITO E NEGROMONTE JR. DEVOLVAM MAIS DE 16 MILHÕES
  • 738
  • 0
  • 31/03/2017 
  • redacao
 O deputado federal Roberto Britto pode ter de devolver mais de R$ 12 milhões.

O deputado federal Roberto Britto pode ter de devolver mais de R$ 12 milhões.

O Ministério Público Federal (MPF), no mesmo documento em que denuncia dez pessoas por supostos desvios da Petrobras – todas do PP ou com passagem pelo partido – pede que parlamentares da legenda devolvam valores.

Segundo o documento, o deputado federal Roberto Britto pode ter de devolver mais de R$ 12 milhões. Ao deputado, foi pedido o ressarcimento de R$ 2.550.000,00 (propina paga), multa civil de R$ 7.650.000,00, e dano moral de R$ 2.550.000,00.

Já para Mário Negromonte Jr, o MPF pediu a devolução de R$ 3.416.250,00. O parquet pede o ressarcimento de R$ 683.250,00 (propina paga), multa civil de R$ 2.049.750,00, e dano moral de R$ 683.250,00.

Ao final, os dois teriam de devolver mais de R$ 16 milhões. De acordo com o Estadão, somando o ressarcimento, que é a propina que o MPF aponta que o partido e seus membros teria recebido, as multas cível e por dano moral, a Lava Jato cobra um total de R$ 2,3 bilhões do PP e de 10 políticos da sigla, incluindo os já condenados no mensalão Pedro Corrêa e Pedro Henry, ambos ex-deputados.

Em entrevista ao Bocão News, Mário Negromonte e Britto negaram ter recebido propina. Junior foi procurado, mas não atendeu aos telefonemas.