PININSULA DE MARAÚ: FAMILIAS GANHAM NA JUSTIÇA PRAZO PARA RECORRER DA DECISÃO DE DESPEJO EM BARRA GRANDE
  • 856
  • 0
  • 08/12/2014 
  • redacao
A família de ipiauenses que habita em um pequeno sítio há mais de 50 anos, em Barra Grande

A família de ipiauenses que habita em um pequeno sítio há mais de 50 anos, em Barra Grande

 

A família de ipiauenses que habita em um pequeno sítio há mais de 50 anos, em Barra Grande, península de Maraú, ganhou um prazo para recorrer da decisão de despejo que ocorreria na última sexta-feira(05), segundo informou uma integrante da família à reportagem do Giro. A família Dias tem um mês para recorrer da decisão judicial. O idoso Florisvaldo Santos Dias, de 76 anos de idade, criou filhos e netos nessa propriedade, que segundo ele, teria sido doada pelo seu ex-patrão, conhecido como “Dr. Calumby” . A família Dias agora vive um momento de tensão, pois estaria prestes a ser despejada do Sítio Beira Mar. De acordo com a família, a ação é movida por uma das filhas do Dr. Calumby, já falecido. O processo corre na justiça há cerca de seis anos e a sentença teria saído recentemente. “Nós não entendemos como um juiz dá uma sentença sem ouvir as duas partes”, reclamou outro integrante da família de ipiauenses. A nossa reportagem não conseguiu localizar a autora do processo de reintegração de posse. Seu Florisvaldo, sua esposa Alzira de Souza Menezes, de 78 anos, filhos e netos alegam que não tem pra onde ir. Agora a família tem 30 dias para provar que o terreno é de sua propriedade por direito. Informações do Giro em Ipiaú.