O EXERCÍCIO ILEGAL DA MEDICINA EM UBAITABA (Por Hugo Henrique (*)
  • 3.636
  • 3
  • 23/08/2017 
  • Redação

 

Alguns talvez não saibam, mas formação de um médico não é simples. Muitos dizem que é sonho, vocação, ou mesmo dom, outros nem se quer explicam, apenas sentem e fazem a Medicina acontecer. Cuidar de pessoas está muito além de realizar procedimentos ou emitir receituários… É algo sublime e inerente ao cuidador, ou seja, já é dele e jamais pode ser imposto ou feito com motivações diferentes dos princípios da benevolência, da não maleficência, da justiça e da autonomia!

Quando falamos em trâmites legais, o caminho para se tornar Médico não é fácil. Apesar de achar que se inicia muito antes – e se fosse falar do verdadeiro início, não haveriam linhas para se escrever- vou preferir dizer neste texto, que a rotina de um futuro Médico começa no curso pré-vestibular.

São em média de três anos de estudo intenso, variando entre 1 e 6 anos para ser aprovado numa Faculdade de Medicina, seja ela pública ou particular, e após isso, mais um mínimo de seis anos de pura dedicação para adquirir seu registro no CRM- Conselho Regional de Medicina, e então, atuar oficialmente como médico.

Frente a tal saga, não encontro outras palavras para definir essa escolha: abdicação, obstinação, disciplina e determinação. Essas são as tônicas que permeiam o dia – a – dia dos que desejam fazer e cumprir o juramento de Hipócrates. Deixa-se família, namorada, amigos, festas, viagens e uma vida comum, sempre por horas inesgotáveis de estudo, plantões ou eventos acadêmicos, sem cerimônia para feriados ou fins de semana… É uma escolha que alberga um peso muito grande, apenas para quem é digno de fazê-la – cumpre-se um sacerdócio, uma missão. Já dizia Esculápio: “Queres ser médico meu filho? (…) Essa aspiração é digna de uma alma generosa, de um espírito ávido pela ciência. Deseja que os homens te considerem um “deus” que alivia seus males e lhes afugenta o medo? Mas, pensaste no que se transformará a tua vida? Terás que renunciar à vida privada: enquanto a maioria dos cidadãos pode, terminado o trabalho, distanciar-se dos inoportunos, a tua porta estará sempre aberta a todos. (…)”

Infelizmente muita gente, motivada por aspirações diversas procura o caminho mais curto, se dizendo ou se impondo “médico” ou equivalente de maneira hedionda – seja comprando uma aprovação numa faculdade qualquer, seja forjando documentos que atestam a concorrência pelas cotas, seja formando-se (ou quase) na Bolívia e atuando aqui no Brasil sem prestar prova de revalidação de diplomas, ou sendo Enfermeiro e as vezes até Técnico de Enfermagem, que por ter “vivência prática” na área, se auto-declaram e agem como “médicos”, praticando então o crime de Exercício Ilegal da Medicina.

Essa última categoria predomina em nosso município. Lamentavelmente um ou outro profissional da Enfermagem (técnicos de enfermagem principalmente) e às vezes da Fisioterapia, realizam procedimentos que não lhes cabe, ou seja, assumem condutas das quais não possuem capacidade técnica e científica para aplicar, colocando em risco a vida principalmente da população carente, que frente a um hospital decadente (como o São Vicente de Paula), recorre a esses pseudo-profissionais na tentativa de aliviar seus males. Estes por sua vez, sem escrúpulo algum, receitam medicamentos, passam exames, colhem material para biópsia, fecham diagnósticos, ganham fama e popularidade (até algo dar errado), praticando o mais puro charlatanismo e picaretagem.

Para se ter noção do absurdo, uma das vítimas desses indivíduos teve um diagnóstico grave de câncer atrasado, por conta da conduta inadequada de um Técnico de Enfermagem de Ubaitaba, que não deveria nem se quer ser cogitado para conduzir o caso, já que não tem a mínima competência técnica e formação exigida para tal. Infelizmente a conduta imperita, negligente e imprudente deste falso médico, facilitou a disseminação e progressão da doença, com comprometimento deste paciente, que foi obrigado a passar por cirurgias invasivas e outros tratamentos, tendo seu prognóstico selado…

Muitos acham que ser Médico é glamour ou ostentação como alguns almejam… Mas Medicina é muito mais que isso… É passar inúmeras dificuldades e ter de batalhar muito para alcançar certos objetivos e ainda assim saber que tudo pode ser inútil… É nos deixar-nos consumir pelos desafios e perder noites de sono e deixar de passar finais de semana com a família, apenas porque temos extrema necessidade de aprender cada vez mais. É ter que assistir a injustiça bater a nossa porta e perceber infelizmente, que em alguma ocasiões, não há absolutamente nada a fazer. É chorar com coração partido a perda de um paciente e voltar pra casa com a sensação de fracasso… E é ainda, por tanta coisa negativa que aconteça nas nossas rotinas, às vezes julgar que tudo dá errado conosco e maldizermos nossa sorte. Mas somos ou seremos Médicos e não nascemos para lamentar, mas para sermos mártires e tentar ao menos aliviar o sofrimento dos mais necessitados… Isso é a Medicina!

Por fim é importante explicitar que o crime de o exercício ilegal da profissão de médico, dentista ou farmacêutico, ainda que gratuitamente, sujeita o falso profissional a pena de reclusão de 2 à 6 anos e multa. É nossa obrigação como cidadão denunciar este crime contra a Saúde Pública cada vez mais freqüente em Ubaitaba e Aurelino Leal! Caso você esteja passando por algum problema de saúde ou conheça alguém que esteja, procure um Médico de verdade, não se arrisque buscando “práticos” na área, só por que andam de branco ou vestem jaleco. Eles não possuem conhecimento nem competência suficiente para se responsabilizar por sua vida…

                                                                                                                                                                               (*)Hugo Henrique Ribeiro de Almeida – Interno do 5º ano da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC.

 

 

 


  1. ALFREDO disse:

    EM UBAITABA TEM VÁRIOS FALSOS DENTISTAS E O CROBA FAZ NADA. CONHECIDOS MEU JÁ FIZERAM DENÚNCIAS E O CROBA NADA. CRO É UMA VERGONHA, SÓ COME NOSSO DINHEIRO ANUALMENTE.

  2. Betinho disse:

    Parabéns Ugo!!! Pela determinação, isso prova q vc foi capaz de almeja um sonho de muitos q é concluir uma faculdade de medicina…