MARAÚ: POLICIA E PREFEITURA IMPEDEM INVASÃO EM ÁREA PÚBLICA EM CAMPINHO
  • 485
  • 0
  • 21/04/2018 
  • redacao

A invasão de áreas públicas é um problema recorrente na Península de Maraú. Pessoas insistem em invadir espaços públicos na tentativa de tomar para si propriedades que são de todos.

Equipes da Secretaria de Infraestrutura e Obras de Maraú retiraram nesta quarta-feira (18) invasores que haviam ocupado, uma Área de Preservação Permanente (APP) às margens da BR 030, no povoado do Campinho. Os agentes da Prefeitura chegaram ao local no início da manhã e com apoio das Polícias Civil e Militar, derrubaram todos os barracos.

É preciso acabar com a indústria de invasões, que traz prejuízos ao município e à população como um todo, que perde áreas que poderiam ser utilizadas para construção de escolas, unidades de saúde e áreas de lazer. O delegado Marcos Larocca informa que a invasão de terras públicas é crime capitulado no art. 20 da lei 4.947/66, com pena de 06 meses a 03 anos. Os invasores também podem responder por crime ambiental.

“Muitas pessoas, na inocência, acabam invadindo as áreas, incentivadas por outras que buscam lucro com a venda ou aluguel destes espaços. É preciso que as pessoas se conscientizem que tanto quem invade, quanto quem incentiva a invasão, poderá ser punido”, reforça o delegado do município Marcos Larocca.

Ainda no local, um homem foi detido e levado a delegacia em Barra Grande. Segundo a polícia, “Kalai de Campinho” como é conhecido é suspeito de ter praticado furtos na região. Com ele ainda foi encontrado uma quantidade de maconha, um simulacro de arma de fogo e objetos suspeito do furto de uma casa. (Fonte: Barra Grande News)