COMUNIDADE DE TABOQUINHAS PARTICIPA DE ATO CONTRA A EXPLORAÇÃO SEXUAL
  • 222
  • 0
  • 18/05/2018 
  • redacao

Estudantes, pais, professores e representantes dos mais diversos segmentos da comunidade do distrito de Taboquinhas, em Itacaré, participaram na manhã desta quinta-feira do ato público contra o Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O evento foi realizado pela Prefeitura de Itacaré, através das secretarias municipais de Desenvolvimento Social e Educação, com o apoio do Conselho Tutelar, e teve como objetivo mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta e proteger as crianças e adolescentes, além de reafirmar a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil.

O evento começou por volta das 9 horas da manhã com uma concentração em frente à Igreja de Bom Jesus, seguindo em caminhada pelas ruas do distrito. Durante o ato público foram realizadas palestras sobre o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, monólogos sobres a história do Caso Aracele e também casos de abusos sexuais, além da abordagem de psicólogos sobre as consequências dos abusos e apresentações culturais feitas pelos estudantes.

Em Itacaré as atividades alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes serão realizadas na próxima segunda-feira. A princípio estava marcado para acontecer nesta sexta-feira, mas em virtude do falecimento do ex-prefeito Rafael Barros, foi adiado. O evento terá início às 9 horas da manhã com uma concentração em frente ao Centro Educacional de Itacaré, onde acontecerá uma palestra sobre a importância dessa luta.

Em seguida estudantes, professores, pais e equipes do CREAS. CRAS, PETI e Conselho Tutelar seguem com uma caminhada pelas ruas da cidade até a Praça do Fórum e posteriormente para a Praça São Miguel, onde também acontecerão palestras sobre casos de abusos sexuais, abordagem de psicólogos sobre as consequências dos abusos e apresentações culturais feitas pelos alunos destacando a importância da data e da participação de todos.

Os organizadores do movimento em Itacaré explicam que o “Disque 100” é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. O Disque 100 funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive aos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita para o número 100; e do exterior pelo número telefônico pago 55 61 3212-8400 ou pelo endereço eletrônico: disquedenuncia@sedh.gov.br.

O dia 18 de maio foi instituído como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. Nessa data, em 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. O “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há mais 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

Prefeitura Municipal de Itacaré

Secretaria de Comunicação