LIDERANÇAS ADMITEM SAIR DO DEM CASO ACM NETO MIGRE PARA O PDT
  • 923
  • 0
  • 30/01/2015 
  • redacao
LIDERANÇAS
Com a especulação da filiação do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), ao PDT, os principais líderes do DEM na Bahia e em Salvador podem também arrumar as malas e migrar para a sigla trabalhista. Consultado pelo Bahia Notícias nesta quinta-feira (29), o presidente estadual da legenda e deputado federal diplomado, José Carlos Aleluia não afirmou que vai seguir o correligionário, mas deixou a entender que pode ir com o prefeito da capital baiana para o PDT. “Meu projeto atual é muito vinculado ao projeto do prefeito, mas vamos analisar o que é mais conveniente”, afirmou. Ainda de acordo com o líder democrata, “todos os vereadores, deputados estaduais e federais estão afinados com ACM Neto”. Líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado Sandro Régis (DEM) foi enfático ao dizer que segue o prefeito, independentemente do partido que ele escolha. “Sigo Neto em qualquer partido”, defendeu Régis ao ressaltar que sua opinião, no entanto, não representa a dos outros parlamentares democratas na AL-BA. Líder do DEM na Câmara Municipal de Salvador (CMS) e vice-líder do governo na Casa, Léo Prates também não titubeou em dizer que segue o prefeito, em caso de migração de ninho partidário. “Entrei no partido pelas mãos do prefeito e faço parte do grupo político dele. Caso ele mude, farei como sempre fiz na minha vida: vou seguir meu grupo político”, apontou. Apesar da disposição em mudar, Prates demonstrou vontade em manter vivo o Democratas. “O prefeito não conversou nada com a gente ainda. Mas estamos crescendo. Teremos cinco vereadores, com a entrada de Kátia Alves, temos muitos deputados estaduais e federais”, enumerou. Em 2014, o partido elegeu quatro deputados federais e seis estaduais. (Fonte: Bahia Noticiais)