STF DECIDE QUE RENA CALHEIROS É RÉU
  • 1.809
  • 0
  • 02/12/2016 
  • redacao
O peemedebista também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos.

O peemedebista também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos.

Por 8 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal decidiu aceitar a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2013 contra presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) pelo crime de peculato. A sessão continua para que os ministros possam decidir sobre a prescrição dos crimes de falsificação e uso de documento falso. Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram pela rejeição total da denúncia. A Corte julgou ainda denúncia na qual Renan é acusado de usar um lobista de uma empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. O peemedebista também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos. O caso foi revelado em 2007. Na época, após a denúncia, Renan teve de renunciar à presidência da Casa. Renam ainda tem 11 processos a serem julgados pelo STF. (JB)