AURELINO LEAL: GALPÃO DA CEPLAC ABANDONADO PODERÁ SE TORNAR EM MERCADO MUNICIPAL
  • 478
  • 3
  • 13/11/2017 
  • Redação

 

O antigo Galpão será transformado em feira para os produtos da agricultura familiar e artesanato (Foto: H. Hugo)

 A prefeita  do município de  Aurelino Leal, Elisângela Ramos de Andrade Garcia (PP),  assinou convênio  entre o município de Aurelino Leal e Governo do Estado,  para construção do  mercado municipal para comercialização dos  produtos provenientes da agricultura familiar além da feira de  artesanatos e outras mercadorias.

A liberação do recursos será através da CAR, cuja documentação já foi assinada. O local escolhido para implantação do mercado municipal será no  antigo deposito da Ceplac localizado  na  Rua Aloísio  Souza  que já  se tornou em  um grande foco do mosquito Aedes aegypt devido a grande quantidades de pneus armazenados.

Depois de concluída a obra, deverá gerar mais de 60 empregos diretos e indiretos no município.”Temos certeza que com a construção desse mercado municipal  irá surgir novas oportunidades para a comunidade como também para o nossa agricultura familiar, pois estes passarão a ter um local apropriado  para comercializar os seus produtos”. ressaltou a prefeita.

Ela agradeceu ainda  a, Jeandro que tem  dado grande assistência aos seus pedidos junto a CAR, e  a Josias Gomes que sempre tem  auxiliado em ações para melhorar o desenvolvimento do município além de  Jeronimo Rodrigues, secretario da CAR – Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional” (jornaltribunadaregiao.com.br)

 


  1. PARABÉNS A PREFEITA LIU POR MAIS INVESTIMENTO EM NOSSO MUNICIPIO, AQUELE GALPÃO REALMENTE DAVA UMA MÁ IMPRESSÃO HORRÍVEL BEM NA ENTRADA DA CIDADE, Q SEJA LOGO CONCLUIDA ESTA OBRA.

  2. DORCAS disse:

    Caro Nativo Fernandes; não agradeça à prefeita e sim aos cacauicultores, que com muito suor e trabalho construíram os bens “da CEPLAC”, para hoje estarem sendo doados por políticos petistas comunistas -caviar, quais nunca deram uma gota de suor para criarem essa estrutura. Os bens ditos “da CEPLAC”, na verdade são bens dos cacauicultores, estes, lesados e injustiçados principalmente pelo terrorismo biológico no cacaual baiano, crime esse cometido por um grupo de militantes do PT, segundo próprio réu confesso. Isso é uma vergonha, o cacauicultor precisa ser justiçado !!!

  3. Dorcas disse:

    O cacauicultor é um injustiçado , vítima de um terrorismo biólogico e vítima de políticos corruptos; felizmente alguns juízes de segunda instância estão sendo favoráveis aos cacauicultores nas ações judiciais.